Educação Integral e Profissional no Estado de Pernambuco: formas distintas de ofertas

Palavras-chave: Política pública, Educação integral, Inovação pedagógica

Resumo

O artigo tem por objetivo analisar alguns aspectos da Política Pública da Educação Integral no Estado de Pernambuco, na perspectiva da expertise desenvolvida nos primeiros anos do século XXI, bem como de sua inovação pedagógica, especialmente no que se refere a educação interdimensional. Para tanto, analisamos os seguintes documentos: Plano Nacional de Educação, Plano Estadual de Educação de Pernambuco, Leis, Decretos e Diário Oficial publicados no sentido de impulsionar e manter a Educação Integral no Estado. A análise identificou a abrangência e consequência inovadora dessa política pública em detrimento dos Centros de Ensino Experimental.

 

DOI: http://doi.org/10.5281/zenodo.3698555

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Fernando de Vasconcelos Dutra, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), PE, Brasil

Doutorando em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) | Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) | Recife, PE, Brasil | Lattes ID: http://lattes.cnpq.br/7317206025428454

Edilson Fernandes de Souza, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), PE, Brasil

Doutor em Educação Física/Estudos do Lazer pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) | Professor Associado da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) | Recife, PE, Brasil | Lattes ID: http://lattes.cnpq.br/3329563140947244

Publicado
2020-03-06
Como Citar
Dutra, P. F. de V., & Souza, E. F. de. (2020). Educação Integral e Profissional no Estado de Pernambuco: formas distintas de ofertas. Revista Brasileira Do Ensino Médio, 3, 60-73. Recuperado de https://phprbraem.com.br/ojs/index.php/RBRAEM/article/view/40
Seção
Artigos