A dualidade educacional no Ensino Médio brasileiro (2004-2018)

Palavras-chave: Políticas educacionais, Ensino Médio, Dualidade educacional

Resumo

O artigo trata da relação que se estabelece no Ensino Médio brasileiro, nos últimos quinze anos, entre a formação para o trabalho e a formação propedêutica, buscando identificar e analisar as relações que reforçam o dualismo de classe na educação. A metodologia utilizada é a do estudo bibliográfico em relação ao campo da política educacional e da análise documental de Decretos, Diretrizes Curriculares, Resoluções, Planos Nacionais de Educação, Leis e a Base Nacional Curricular em torno das elaborações sobre o Ensino Médio. Os resultados indicam a permanência de uma dualidade na oferta do ensino médio mediante o discurso da equidade, através da oferta de trilhas de progressão diferenciadas.

 

DOI: http://doi.org/10.5281/zenodo.3698552

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sayarah Carol Mesquita dos Santos, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), PE, Brasil

Estudante do Mestrado em Educação, Universidade Federal de Pernambuco (PPGEdu/UFPE), Recife, Brasil; Lattes ID: http://lattes.cnpq.br/7979129745000059

Katharine Ninive Silva, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), PE, Brasil

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia, Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) da Universidade Federal de Pernambuco (PPGEdu/UFPE) | Recife, PE, Brasil; Lattes ID: http://lattes.cnpq.br/6464562533995452

Publicado
2020-03-06
Como Citar
Santos, S. C. M. dos, & Silva, K. N. (2020). A dualidade educacional no Ensino Médio brasileiro (2004-2018). Revista Brasileira Do Ensino Médio, 3, 45-59. Recuperado de http://phprbraem.com.br/ojs/index.php/RBRAEM/article/view/31
Seção
Artigos